crítica sobre o meu texto

"...No percurso lírico moreiriano, vozes, pessoas, atitudes, reclames e querências se condensam em uma personalidade a parte do eu-lirico e do próprio Neucivaldo Moreira, há apenas um lapso lingüístico que identifica como existente no meio de várias outras pessoas, que por síntese momentânea chama-se poesia."
Leia o comentário completo do Josué Vieira Aqui.

" Não sei julgar a poesia e os poemas. Falo dos que gosto e dos que não gosto. Talvez seja essa imprecisão da poesia, essa falta de não saber de onde ela vem, que me dificulte entar nas correntes de alguns críticos ou analistas, que arrumam uma porção de palavras esquisitas, para se reportar aos poetas. " Benedicto Monteiro. Leia aqui o texto completo.
comentários sobre o texto do Josué:
ayahuasca disse...
A Cura Da Homeopatia Pelo Processo Macrobiótico
Falcão
Composição: Falcão/Tarcísio Matos

Eu vivia triste, encrisiado
Moribundo, empanzinado
Cheio de peitica, eu era um lascado
Vivia destiorado

Mas não era pra menos, eu só comia
Folha de pau, raiz e vagem
Mel de abelha e gergelim
Arroz integral
Bife de soja, pepaconha
Chá de boldo e própolis

Mas eu mudei minha alimentação
Graças ao Mané Bofão
E passei a comer seguindo a sua orientação

Panelada, buchada
Sarrabulho, tripa de porco
Fuçura, lingüiça, rabada miúdo
Bife, passarinha, mocotó, carne de lata
Chouriço, tutano, sarapatel
Mão de vaca

Hoje eu estou mudado
Bonito, lindo e joiado
Alegre, gordo e corado
Pareço um artista
30 Abril, 2007 11:43
Anônimo disse...
A análise do escritor Josué Vieira é uma punheta. Um auto-possuir-se. Mulher de si mesmo. A volúpia de um orgasmo literário mental. Escreve, mas não comunica. O difícil é escrever o fácil que comunica.
30 Abril, 2007 20:45
Anônimo disse...
Bem comentado, apesar de ser uma punheta há algo nele que pede clareza, a propria incompreenção da poetica atraves de uma busca temporal do humano. a punheta faz parte de um crescimento humano, como auto-conhecimento
02 Maio, 2007 17:40




Postagens mais visitadas deste blog

Tempo de Poema